Publicidade



Clube do Corno 
Garotos Brasil  
Gls Videos  
 
 
 
 
 
 
 
 
Garotos G 
Desenho Gratis  
Suruba Digital  
Novinha 18  

Arquivo



outubro
01
Os Anos Dourados da Sacanagem (1986)

Os_Anos_Dourados_Da_Sacanagem

DOWNLOADMAIS PORNOCHANCHADA

Guri se masturba assistindo vídeos eróticos e é flagrado pelo avô. O velho, nada moralista, apresenta ao neto a pornografia de sua época – os “catecismos” de Carlos Zéfiro, gibizinhos vendidos clandestinamente em bancas de jornais, que reproduziam cenas de sexo explícito “mostrando tudo”.

Se o conteúdo dos “catecismos” parece inofensivo hoje em dia, era considerado mais que escabroso nos anos 50, quando biquinis de duas peças eram proibidos e o DIP (Departamento de Imprensa e Propaganda) aplicava forte censura aos meios de comunicação.

No final dos anos 80, as editoras Maciota e New Wave relançaram os “catecismos” no formato gibi, desencadeando um revival entre os saudosistas. Rudolph Piper, Joaquim Marinho, Roberto da Matta e Otacílio D’Assunção (o Ota do Mad) lançaram livros sobre a obra de Zéfiro, mas mesmo quarenta anos depois a dúvida persistia: quem era Carlos Zéfiro?

Teorias não faltaram: dizia-se que ele era ex-seminarista ou presidiário; que se tornou um rico criador de galinhas no interior do Rio, ou usineiro no Recife; que teria morrido e seus originais destruídos num incêndio; que existiram vários Zéfiros copiando fotos de revistas alemãs (daí a discrepância de estilos); que ele seria um funcionário do Banco do Brasil ou um membro do Clube dos Cafajestes carioca; que se tornou diretor de arte numa grande editora; e houve até quem pensasse se tratar do pintor Ademir Martins.

Sua identidade secreta foi um dos segredos mais bem guardados do mercado editorial, até que em julho de 1991, o desenhista Eduardo Barbosa, de 78 anos e um currículo respeitável que incluía quadrinhos de Walt Disney, apresentou-se como o verdadeiro Carlos Zéfiro e pediu 25 mil dólares pela história. Após tentar vender seu depoimento à Playboy, sem sucesso, foi matéria de destaque no jornal carioca A Notícia em 27/8/91. Mas logo descobriu-se que ele não era o verdadeiro Zéfiro – apenas um talentoso desenhista que, sem dinheiro ou emprego, teve que usar desse recurso para sobreviver.

A verdadeira revelação se deu na I Bienal Internacional de Quadrinhos (RJ) em novembro de 1991. Aquele que perverteu três gerações era Alcides Aguiar Caminha, um homem de vários talentos: foi desenhista técnico do Ministério da Aeronáutica, goleiro do São Cristóvão, parceiro de Nelson Cavaquinho (é co-autor de “A Flor e o Espinho”, sucesso de Elizeth Cardoso em 65) e funcionário do Serviço de Imigração do Ministério do Trabalho. Aposentado, guardou seu segredo todos esses anos (contanto com a discrição do amigo e primeiro editor Hélio Brandão) devido à lei 1 711, que decreta o corte da pensão de funcionários públicos envolvidos em escândalo.

Aos 70 anos de idade, com cinco filhos e onze netos, portador de uma trombose que lhe paralisava o braço esquerdo, Caminha saiu do anonimato graças à tenacidade do jornalista Juca Kfouri, editor da Playboy. Infelizmente, não pôde desfrutar plenamente a aclamação, tardia e merecida, a sua obra: faleceu em 5 de julho de 1992, dois dias após receber o troféu HQ Mix.

Mas seu trabalho será lembrado por muitos anos, em parte graças a esta produção em vídeo que adapta as historietas “A Promissória” e “Diabo no Corpo”. Na primeira, Denise se oferece em troca da dívida do marido; na segunda, a devota Sandra, suspeita de estar possuída pelo demo, se confessa com um padre safado que lhe “exorciza”. Bem cuidada e com elenco bonito, fica acima da média nacional; lamenta-se que a Cult Vídeo não tenha levado o “Projeto Zéfiro” adiante.

OS ANOS DOURADOS DA SACANAGEM (Brasil/86. Dir. Paulo Antonione. Com Sandra Morelli, Denise Belmont, Carla Prado, Nicéia Dutra, Henry Pepper (Fernando Benini), Felipe Levoto, Cyrus Bruno, Renato Bruno. 50 min. Cult/Free-X).

1 Comentário »

  1. quero mandar umas fotos, manda seu email

    Comentário by mirtes — 05/12/2012 @ 12:07 PM

Deixe um comentário

Trade



  • 1.
    2.
    3.
    4.
    5.
    6.
    7.
    8.
    9.
    10.
    11.
    12.
    13.
    14.
    15.
    16.
    17.
    18.
    19.
    20.
    21.
    22.
    23.
    24.
    25.
    26.
    27.
    28.
    29.
    30.
    31.
    32.
    33.
    34.
    35.
    36.
    37.
    38.
    39.
    40.

    trocar visita

Categorias



Contato | Putaria | Revistas | Sexo |